fbpx

Segurança Informática: 5 conselhos para prevenir em vez de remediar

Já reparou como o início deste ano tem sido marcado pelo ataque informático a empresas e instituições de renome em Portugal? Da Vodafone aos Laboratórios Germano de Sousa, ou da Impresa ao site do Parlamento, o número de ciberataques tem aumentado consideravelmente.

Quanto? De acordo com o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS), entre 2020 e 2021, os esquemas de phishing aumentaram 43% e, a infeção por malware, 12%. Mas há outros dados que merecem atenção:

Portugal ocupa o 31.º lugar dos países mais afetados por ransomware, num total de 101 países (S21sec).

Menos de 1% das empresas portuguesas têm seguros de proteção contra cibertaques (MDS).

Apenas 9% das empresas têm em vigor todas as práticas de segurança recomendadas para o teletrabalho.

E 26% diz não ter uma solução para detetar e impedir ataques de ransomware (Check Point Software Technologies).

A sua empresa trata informação digital sensível e confidencial? E guarda dados de parceiros, clientes e colaboradores? Então já se apercebeu como o risco é real. A questão não é, portanto, se será alvo de um ataque cibernético, mas, sim: quando é que vai acontecer e quão preparada está a minha empresa?

E agora? Já podemos dizer que este é o momento certo para pôr em marcha uma estratégia de cibersegurança? Então vamos a isso!

 

Como implementar uma boa estratégia de cibersegurança?

O primeiro mito a esclarecer é que a fórmula mágica para salvaguardar os riscos cibernéticos a 100% não existe. Em vez disso, prevenção e formação são a sua melhor estratégia.

Não basta, então, cumprir o Regulamento Geral da Proteção de Dados. Para além das recomendações do RGPD, procure ser proativo e implementar uma filosofia de privacy by design.

Neste contexto, o jornal ECO e os especialistas da empresa de segurança, S21sec, definiram uma série de recomendações para qualquer empresário aplicar de imediato. Vamos conhecê-las?

 

1) Restringir as permissões ao estritamente necessário

Porque, atualmente, muitas empresas trabalham em ambientes digitais, cada colaborador só deve ter as permissões necessárias para o trabalho a executar. Com isso, irá limitar o alcance de um eventual ataque cibernético.

 

2) Usar a autenticação em dois passos

A autenticação multifator deve ser uma medida obrigatória. Como funciona? Com um nome de utilizador e uma senha, que seja extensa e combine letras, números e símbolos; e, num segundo nível, um código via SMS ou aplicação própria.

 

3) Não misturar assuntos profissionais com pessoais

Sistemas operativos obsoletos? Substitua-os. Atualizações por fazer? Execute-as já. Mas, acima de tudo, não use o computador profissional para tratar de assuntos pessoais. Em uníssono, isto vai facilitar – e muito – a sua vida!

 

4) Evite redes públicas de Wi-fi

Desconfie sempre de redes abertas, mesmo em aeroportos ou centros comerciais. Contudo, se tiver mesmo de ser, é recomendável adotar uma VPN, evitando assim que o seu tráfego online e identidade sejam intercetados por terceiros.

 

5) Faça backups regulares

Seja em suporte físico ou na cloud, é fundamental possuir cópias de segurança de todos os dados. Mas não se esqueça de testar essas cópias, preparando um plano de recuperação em caso de ataque.

 

A segurança informática começa consigo!

Do ponto de vista da segurança, as pessoas são o elo mais fraco das empresas. Mas vamos à boa notícia: a Academia GROW pode ajudar a sua empresa a estar mais segura e protegida no mundo cibernético.

Com o curso de Segurança Informática para Utilizadores, sob a orientação de uma formadora especialista em Proteção de Dados, aprenderá a identificar tanto os riscos como as boas práticas a adotar online. O objetivo? Tornar-se um elemento ativo na segurança digital da sua informação.

Fale connosco e proteja os dados da sua empresa!

Subscreva a nossa Newsletter!

Seja particular ou empresa, fique a par de todas as novidades, bem como dos nossos
cursos e conteúdos exclusivos!

Particulares

Empresas

Artigos Relacionados

Power BI: 5 dicas para ser um expert a criar relatórios

Power BI: 5 dicas para ser um expert a criar relatórios

Gerir grandes quantidades de dados e criar relatórios faz parte do seu trabalho? E costuma perder tempo valioso com essas tarefas? Então está a precisar do Power BI! Quer trabalhe diretamente com o cliente-final ou atue no segmento B2B, os dados fazem parte do seu...

Quer decifrar os mistérios do Excel? 6 truques para ser um expert!

Quer decifrar os mistérios do Excel? 6 truques para ser um expert!

Está no seu local de trabalho? Ótimo. Há um mistério que precisa de ser desvendado. O seu nome? Microsoft Excel. Para decifrar os segredos do Excel não tem de ser um reputado simbologista. Também não envolve (infelizmente) viajar pelos quatro cantos do mundo para...

RGPD: Já conhece as regras que deve cumprir?

RGPD: Já conhece as regras que deve cumprir?

11 capítulos, 173 considerandos e 99 artigos. O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) é um documento extenso e, por vezes, complexo. Mesmo após três anos em vigor, muitas são as dúvidas que ainda desperta. Será que a sua empresa está em conformidade? Quais as...

Academia de Formação Grow

Entidade certificada pela DGERT em 17 áreas de formação, tem como missão formar pessoas com base em metodologias inovadoras

Contactos

PORTO

Sede
Avenida da Boavista, 3477 | 3521, 5º Andar, Sala 501
4100-139 Porto

Sala de formação

Av. da Boavista, 3523, 5º. Andar, Sala 503
4100-139 Porto
+351 226 162 971 (Geral) - Chamada para rede fixa nacional 
+351 919 128 144 (Formação) - Chamada para rede móvel nacional
[email protected]

LISBOA

Av. da República, 50, 2º Andar
1050-196 Lisboa
+351 917 771 640 - Chamada para rede móvel nacional

[email protected]

 

2022 Copyright Grow Informação Legal  | Livro de Reclamações

Começar Conversa
💬 Precisa de ajuda?
Olá 👋

Em que posso ajudar?